+ infoAcontecer
Mundo
Moçambique: centenas de crianças separadas da família
Texto F.P. | Foto Lusa | 26/05/2019 | 09:32
Dois meses depois da passagem do ciclone Idai, centenas de menores continuam separados das suas famílias, alerta organização de defesa dos direitos das crianças
imagem
Pelo menos 400 crianças da província moçambicana de Sofala, a mais afetada pela passagem do ciclone Idai, continuam separadas das suas famílias, segundo a organização não governamental Save the Children, que teme que o número real de menores que estão sós seja maior.

Segundo a assessora da organização, Lauren Murray, muitas das crianças separadas dos pais vivem com familiares afastados ou em centros temporários e outras nem sequer se recordam do nome da sua aldeia, sobretudo as mais novas.

«Assistimos um menino que perdeu a sua família, mas só se recordava da igreja onde cantava a sua avó. Ainda assim, graças a esse detalhe e ao trabalho da nossa equipa encontrámos a igreja e aí indicaram-nos onde se encontrava a sua avó», testemunhou a responsável.

Com este alerta, a Save the Children pretende também apelar à comunidade internacional que intensifique o apoio a Moçambique, atingido por dois ciclones num curto espaço de tempo. Até agora, a ONU apenas recebeu 33 por cento dos fundos solicitados para o plano de resposta de emergência.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.