+ infoAcontecer
Fátima
Bispo pede mais amor pelo mundo em Fátima
Texto J.B. | Foto Santuário de Fátima | 20/05/2019 | 10:40
Missa no Santuário de Fátima foi uma ocasião para pedir aos peregrinos de todo o mundo amor pelos outros, mas também amor pelo planeta
imagem

«Para Jesus, amar significa acolher, pôr-se ao serviço dos outros, dar-se a si mesmo», evidenciou Francisco Senra Coelho, arcebispo de Évora, na Eucaristia do último domingo, 19 de maio, no Santuário de Fátima. O prelado frisou que estas «atitudes de serviço» propostas por Cristo «não podem ser feitas com o calculismo da conquista proselitista, mas devem levar em si o absoluto da gratuidade e o total respeito pelos outros, exaltando a liberdade e a dignidade de cada ser humano, sem manipulações ou subtis discriminações, chantagens e condicionalismos limitativos e manipuladores».

 

Segundo o prelado, é este amor descrito, que torna «distintivo» o amor dos cristãos e da missão da Igreja. «Eis irmãos e irmãs a nossa vocação: viver e testemunhar o amor que o mandamento de Jesus nos transmite; amar cada ser humano e o mundo criado por Deus com o próprio amor com que somos amados por Ele, o qual experimentámos, muitas vezes, na delicadeza da Sua misericórdia e na ternura da Sua presença eucarística», disse.

 

Francisco Senra Coelho recorreu depois ao exemplo de São João Bosco, que soube «amar, defender, promover e dar a vida pelas crianças, adolescentes e jovens mais pobres». As declarações do arcebispo de Évora marcaram também a 77ª Peregrinação Nacional da Família Salesiana ao Santuário de Fátima, que se realizou neste dia.

 

Além de grupos de peregrinos portugueses, participaram na celebração cristãos oriundos de Espanha, Itália, Alemanha, Polónia, Áustria, Irlanda, Reino Unido, Eslováquia, Eslovénia, Hungria, Ucrânia, Brasil, Estados Unidos da América, Vietname, Coreia do Sul e Filipinas, indicam os serviços de comunicação do Santuário de Fátima.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.