+ infoAcontecer
Mundo
Número de pessoas com demência triplica em 30 anos
Texto F.P. | Foto G.V. | 16/05/2019 | 07:02
Surgem cerca de 10 milhões de novos casos por ano e estima-se que atualmente 50 milhões de pessoas sofram desta doença. Cuidar destes pacientes vai custar mais de um trilião de euros anualmente
imagem
A Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê que, nos próximos 30 anos, o número de pessoas com problemas de demência triplique. Para reduzir o risco, a agência da ONU publicou esta semana uma lista de recomendações para evitar a doença, com opções de estilo de vida mais saudáveis, como fazer exercício regular, não fumar ou beber com moderação.

Segundo a OMS, há cerca de 50 milhões de pessoas com demência em todo o mundo e todos os anos surgem perto de 10 milhões de novos casos. Até 2030, estima-se que os custos financeiros anuais para cuidar destes pacientes ultrapassem o trilião de euros, o que levou o diretor-geral da organização, Tedros Ghebreyesus, a alertar para a necessidade de «fazer tudo o que é possível para reduzir o risco» da doença.

«As provas científicas reunidas para estas diretrizes confirmam o que se suspeita há algum tempo, o que é bom para o coração também é bom para o cérebro», sublinhou o responsável, acrescentando que, de acordo com as novas recomendações, para reduzir o risco de demência as pessoas devem controlar seu peso, comer de forma saudável e manter níveis adequados de pressão sanguínea, colesterol e açúcar no sangue.

A demência é uma doença caracterizada por uma deterioração da função cognitiva além do normal, causada pelo envelhecimento. A condição afeta a memória, pensamento, orientação, compreensão, cálculo, capacidade de aprendizagem, linguagem e discernimento.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.