+ infoAcontecer
Fátima
GNR reforça sistema de segurança para peregrinação
Texto F.P. | Foto F.P. | 10/05/2019 | 16:49
As diversas valências da GNR vão estar durante três em Fátima para assegurar a segurança dos peregrinos. Dispositivo foi desenhado tendo em conta o grau de ameaça internacional, relacionado com os atentados terroristas
imagem
Descrição na vigilância, visibilidade para transmitir segurança. A GNR anunciou esta sexta-feira, 10 de maio, o dispositivo policial para a Operação Peregrinação Segura 2019, que decorre entre os próximos dias 11 e 13, em Fátima, e que vai envolver 250 militares por dia, de diversas valências. O lema central é garantir que as celebrações decorram com tranquilidade, sem ignorar todas as possíveis ameaças criminosas, tendo em conta os recentes ataques terroristas no Sri Lanka e Nova Zelândia, mas também sem abusar na colocação de meios no terreno que possam levar ao alarmismo.

«A GNR não quer surpreender com medidas excessivas, mas tudo faz, em colaboração com as outras forças policiais, para não ser surpreendida. Se surgir alguma informação importante para o evento [peregrinação] a milhares de quilómetros daqui, concerteza que o Estado português o saberá» e, caso seja necessário, as autoridades nacionais estão preparadas para reforçar o dispositivo policial em Fátima, explicou, em conferência de imprensa, o comandante da operação, coronel Paulo Silvério.

Tendo em conta a quantidade de peregrinos a pé e dos fiéis que já estão a chegar a Fátima, é esperada uma grande afluência de pessoas no Santuário de Fátima, sobretudo durante o fim de semana. Para efetuar um controlo mais eficaz, quer do fluxo rodoviário, quer da movimentação pedonal nas imediações e dentro do próprio recinto de oração, a GNR conta com a «preciosa» ajuda das 20 câmaras de videovigilância instaladas em pontos estratégicos.

Segundo Paulo Silvério, embora o grau de ameaça tenha aumentado a nível internacional, após os últimos atentados contra cristãos, o dispositivo e a estratégia policial será semelhante à do ano passado. «O objetivo é criarmos um sentimento de segurança que permita que as celebrações religiosas decorram com a tranquilidade necessária», adiantou o oficial.

Em relação ao dispositivo de emergência e socorro, Mário Silvestre, comandante Distrital de Operações de Socorro de Santarém, revelou que, entre amanhã e segunda-feira, vão estar no terreno 230 bombeiros, com 32 ambulâncias, para prestar auxílio aos peregrinos. Serão montados em Fátima um Hospital de Campanha do INEM um Posto Avançado da Cruz Vermelha e dois Postos de Socorro.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.