+ infoAcontecer
Mundo
Consumo de álcool está a aumentar nos países asiáticos
Texto F.P. | Foto DR | 12/05/2019 | 07:02
Os europeus continuam a ser os que consomem mais bebidas alcoólicas, apesar da redução registada nas duas últimas décadas em algumas antigas repúblicas soviéticas e países do Leste
imagem
O consumo de bebidas alcoólicas está a diminuir ou a estagnar nos países mais ricos, mas tem revelado uma tendência de crescimento nos países cujo padrão de vida tem vindo a melhorar, como a Índia e a China, o que compromete a luta contra os efeitos nocivos dessas bebidas, segundo um estudo publicado esta semana na revista médica The Lancet.

Segundo os autores da investigação, cada adulto no mundo consumiu uma média de 6,5 litros de álcool em 2017, em comparação com 5,9 litros em 1990. E essa quantidade deve chegar a 7,6 litros em 2030, de acordo com as estimativas estabelecidas com base nos dados de 189 países. Em Portugal, estima-se em 12,3 litros o consumo per capita.

O consumo per capita mais elevado no mundo continua concentrado na Europa, apesar da diminuição (menos 20 por cento em 27 anos), sobretudo devido à redução acentuada em algumas antigas repúblicas soviéticas e países de Leste. Em sentido inverso, há um fenómeno de ascensão em países de rendimento médio, como China, Índia e Vietname, apoiado por «transições económicas e crescimento da riqueza». Esses três países agora têm «níveis mais altos de consumo do que alguns países europeus» (7,4 litros, 5,9 litros e 8,9 litros, respetivamente), descreve o estudo.

Esta mudança de cenário deve encorajar os países afetados a adotarem medidas que se mostraram eficazes noutros lugares, como «o aumento dos impostos, uma restrição da disponibilidade e a proibição de marketing e propaganda ao álcool», sugerem os investigadores.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o consumo nocivo de álcool causa três milhões de mortes por ano, sendo os homens mais de três quartos das vítimas. Este total engloba pessoas mortas em acidentes de trânsito ou em episódios de violência relacionados com o consumo de álcool. O álcool também aumenta o risco de desenvolver inúmeras doenças, como patologias digestivas e cardiovasculares e alguns tipos de cancro.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.