+ infoAcontecer
Mundo
Campanha leva alimentação a 300 mil moçambicanos
Texto F.P. | Foto Lusa | 12/01/2019 | 11:36
Há milhares de famílias nas províncias de Tete e Gaza a necessitar de ajuda alimentar urgente. Rede mundial prepara operação humanitária para assistir os casos mais graves
imagem
A rede mundial de sistemas de aviso prévio Fews Net anunciou para breve o início de uma operação humanitária que deverá levar alimentação a cerca de 300 mil pessoas afetadas pela seca, sobretudo nas províncias moçambicanas de Tete e Gaza. Numa segunda fase, está prevista outra intervenção, para mais 380 mil pessoas.

De acordo com a organização, a maioria das famílias pobres nas zonas afetadas pela seca neste início de ano vai manter-se com poucos rendimentos e com o poder de compra limitado em fevereiro, em particular nas zonas centro e sul de Moçambique.

Uma vez que muitas das regiões continuam a enfrentar os efeitos típicos da época de escassez, a segurança alimentar poderá deteriorar-se nos próximos meses, pois as famílias continuarão a adotar estratégias de sobrevivência e a depender de compras no mercado para a sua alimentação.

«Normalmente, as famílias esgotam a maioria das suas reservas de alimentos, a oferta local de alimentos é baixa e os preços dos alimentos sobem para níveis acima da média», os as deixa em situação de carência alimentar, conclui a rede mundial de sistemas de aviso prévio.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.