+ infoAcontecer
A Missão Conta
Moçambique
Missionários da Consolata assumem nova paróquia em Tete
Texto Diamantino Antunes | Foto DR | 02/01/2019 | 10:20
Foi em pleno dia de Natal que o administrador apostólico da diocese de Tete, padre Sandro Faedi, inaugurou a paróquia de São Paulo, na cidade de Tete, em Moçambique
imagem
Acorreram muitos fiéis para celebrar o Natal. Depois de 43 anos de encerramento, a paróquia de São Paulo renasce. Na cerimónia litúrgica, o padre Sandro Faedi, leu o decreto com o qual reabria ao culto a igreja e reativava a paróquia: «Considerando que no dia 25 de novembro 1973, Augusto César Ferreira da Silva, bispo de Tete, criava a paróquia de São Paulo de Tete, com sede na Igreja de São Paulo. Por vicissitudes históricas a Igreja de São Paulo foi nacionalizada ao 13 de junho 1975 e consequentemente, suspendidos os serviços pastorais paroquiais. Como a paróquia nunca foi suprimida por nenhum decreto episcopal, tomo a iniciativa de a reabrir».

A devolução do edifício religioso e a reabertura da paróquia era já um sonho antigo da diocese de Tete. Para isso, foram feitas inúmeras tentativas para que o governo moçambicano devolvesse o edifício nacionalizado aquando da independência nacional. No dia 9 de novembro 2017, depois de várias diligências do administrador apostólico, que recorreu diretamente ao Presidente da República, Filipe Nyussi, o Ministério da Defesa entregou à diocese de Tete a Igreja de São Paulo.

Entretanto, a diocese começou, juntamente com a comunidade cristã, o trabalho de reabilitação da igreja que foi entregue em péssimo estado de conservação de muitos anos de abandono. Foi arranjado o telhado, reparadas as rachas nas paredes, colocados os vidros partidos, feita a pintura e decoração do interior da igreja. O edifício voltou à sua beleza original.

Juntamente com os trabalhos de recuperação material, houve um trabalho de sensibilização dos católicos que vivem no bairro de Chingale, e que até agora rezavam na paróquia da Catedral, para se mobilizarem para dar vida e organização pastoral à paróquia de São Paulo. A resposta foi encorajadora e em poucos meses se deu vida à paróquia.

Depois de diálogo com o Superior Regional dos Missionários da Consolata de Moçambique, o administrador apostólico de Tete confiou à cura pastoral dos Missionários da Consolata a paróquia de São Paulo de Tete, tendo sido nomeado responsável da paróquia o padre Franco Gioda. Com a reabertura da paróquia de São Paulo, a cidade de Tete, na sua zona central e urbana, fica pastoralmente dividida, como era antes da independência, em três paróquias: São Tiago, São Paulo e São José.

Os limites da paróquia de São Paulo, situada na zona este da cidade de Tete (bairro Francisco Manyanga Chingale), ficam delineados: a norte, a Avenida Julius Nyerere (junto à entrada da ponte sobre o Zambeze), a oeste é limitada pela avenida 25 de junho, a este, pelo rio Zambeze e a sul, com o Bairro Canongola.

A esta parcela urbana, situada no coração da cidade, é agregada uma zona de periferia, situada no bairro Mpadue, situado na zona periférica de Tete, e uma zona rural de primeira evangelização, situada a 20 quilómetros da cidade, junto ao cruzamento para o Songo: Matambo, Wiriamu, Chawola e outras aldeias.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.