+ infoAcontecer
Fátima
Peregrinação internacional aniversária de outubro
«Hiroshima toca o coração de toda a gente»
Texto F.P. | Foto Ana Paula | 12/10/2018 | 17:20
Cardeal António Marto recorda os acontecimentos em Hiroshima e Nagasaki com um símbolo que não pode ser esquecido por quem luta pela paz no mundo. E lembra que a Mensagem de Fátima continua a ser uma bênção para a paz mundial
imagem
O convite ao bispo de Hiroshima para presidir à peregrinação internacional de outubro, que se inicia esta sexta-feira no Santuário de Fátima, é uma resposta ao crescente número de peregrinos asiáticos na Cova da Iria, mas é também o reforço do sentido da Mensagem de Fátima quando apela à paz mundial. 

«Hiroshima é um momento simbólico e mágico que toca o coração de toda a gente. Hiroshima e Nagasaki foram destruídas pelas primeiras bombas nucleares da hitória e recordar esta memória histórica é um imperativo para o futuro e para a paz da humanidade», afirmou esta tarde o cardeal António Marto, bispo de Leiria-Fátima, na conferência de imprensa de lançamento da peregrinação. 

Convidado a pronunciar-se sobre o anunciado convite da Coreia do Sul para que o Papa Francisco visite o país, o purpurado congratulou-se pelos «caminhos da paz» que parecem estar a ser trilhado na península coreana. «Este convite ao Papa é algo de novo que está a acontecer e um sinal de esperança» para o diálogo entre as duas Coreias, referiu António Marto. 

Na sessão, o padre Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário de Fátima, revelou que o número de peregrinos no templo mariano este ano «está em linha com a média dos últimos 10 anos», havendo, no entanto, «cada vez mais peregrinos asiáticos».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.