+ infoAcontecer
Mundo
Ajuda humanitária chega ao Sudão do Sul
Texto F.P. | Foto Lusa | 10/10/2018 | 10:31
Primeiro carregamento vai permitir alimentar 40 mil pessoas durante um mês. As equipas humanitárias não tinham acesso à região do Grande Nilo Superior desde o início da guerra civil, em 2013
imagem
Pela primeira vez, em cinco anos, o Programa Alimentar Mundial (PAM) conseguiu enviar barcos com ajuda humanitária para a população do Sudão do Sul, através do rio Sobat. O carregamento vai servir para alimentar pelo menos 40 mil pessoas durante um mês.

O comboio fluvial, constituído por uma barcaça e 11 navios menores, transportou cerca de 750 toneladas de alimentos e suplementos nutricionais, desde a vila Renk, até ao condado de Ulang, na região do Grande Nilo Superior. A viagem durou uma semana.

«A abertura de rotas de entrega mais viáveis vai ajudar a alcançar mais pessoas, com maior eficiência», afirmou o diretor do PAM no Sudão do Sul, adiantando que a situação de crise que se vive no país faz com que «milhões de pessoas não saibam de onde vem a próxima refeição».

Mais da metade da população do Sudão do Sul, cerca de 6,1 milhões de pessoas, enfrenta uma grave escassez de alimentos. Em resposta às crescentes necessidades humanitárias no país, o PAM fornece alimentos a cinco milhões de pessoas, utilizando todos os meios de transporte rodoviário, aéreo e fluvial.

Em circunstâncias extremas, são efetuadas descargas por aviões para abastecer comunidades remotas, mas são um último recurso, uma vez que segundo o responsável do PAM «custam em média seis vezes mais que o transporte rodoviário ou fluvial».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.