+ infoAcontecer
Mundo
Refugiados recebem fornos para cozinhar em segurança
Texto F.P. | Foto CotE | 20/09/2018 | 07:02
Famílias rohingya acolhidas no maior acampamento de refugiados do mundo, no Bangladesh, vão receber fornos para evitar que destruam a floresta ao retirarem madeira para combustível
imagem
Uma parceria entre várias agências das Nações Unidas vai permitir a entrega que milhares de fornos para cozinhar às famílias que vivem no maior acampamento de refugiados do mundo, em Cox´s Bazar, no Bangladesh. Os primeiros 2.500 equipamentos começam a ser distribuídos esta semana.

O projeto, inserido no programa «Mais Segurança», prevê a entrega de fornos a pelo menos 125 mil refugiados e pessoas das comunidades de acolhimento, para evitar a desflorestação causada pelo corte de madeira utilizada como combustível, já que os aparelhos permitem a utilização de combustíveis alternativos e não apresentam tantos riscos para a saúde.

«O acesso a fontes de combustíveis alternativas, estimula práticas ambientalmente mais sustentáveis», e além disso, como «as famílias cozinham predominantemente em ambientes fechados, há também uma grande preocupação com o impacto do fumo do fogo na saúde respiratória», explica o coordenador de Emergência da Organização Internacional para as Migrações, Manuel Pereira.

Recorde-se que o êxodo de mais de 700 mil refugiados rohingya para o Bangladesh, após a onda de violência em Myanmar iniciada em agosto do ano passado, levou à destruição de uma grande área de floresta protegida. A situação aumentou substancialmente o risco de inundações e de deslizamento de terras, devido à erosão do solo.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.