+ infoAcontecer
Mundo
Argelinos abandonam imigrantes no deserto
Texto F.P. | Foto Lusa | 17/07/2018 | 10:25
Mas de três centenas de imigrantes foram deportados e abandonados pelas autoridades argelinas numa zona do deserto, junto à fronteira com o Níger, denuncia agência da ONU
imagem
A Organização Internacional para as Migrações (OIM) foi chamada a prestar assistência a 391 migrantes abandonados pelas autoridades da Argélia, junto à fronteira com o Níger. As vítimas, de 16 nacionalidades distintas, estão agora a ser encaminhadas para os seus países de origem.

«Dizem que lhes tiraram os telefones e que as condições eram muito más. Transportaram-nos em camiões e obrigaram-os a cruzar a fronteira. Há famílias com mulheres grávidas e com crianças», revelou Livia Manente, da OIM do Níger.

A Argélia não confirma a deportação, mas Abubacar Ayuel, autarca de Agadez, no Níger, comprova a chegada do grupo à cidade e sublinha que desde janeiro o reforço nas fronteiras com o Mali impediu cerca de 20 mil migrantes de chegarem à Europa.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.