+ infoAcontecer
Mundo
Suécia prepara moradores para eventual guerra
Texto F.P. | Foto DR | 22/05/2018 | 12:23
Governo vai distribuir folhetos em 13 idiomas com as medidas a tomar em caso de conflito ou catástrofe natural. Medida idêntica tinha sido tomada em 1961, em plena Guerra Fria
imagem
Os cidadãos suecos vão começar a receber em breve, nas suas caixas de correio, um folheto com medidas a tomar em caso de guerra ou desastre natural e a indicação detalhada da localização dos refúgios. O governo mandou imprimir 4,8 milhões de exemplares, justificando a ação com o contexto de tensão entre os países ocidentais e a Rússia.

Em 20 páginas ilustradas, a publicação enumera, em 13 idiomas, as ameaças a que está exposto o país: guerra, atentado, ciber-ataque, acidentes graves ou catástrofes naturais. Entre as várias recomendações, indica que tipo de alimentos devem ser armazenados.

«Embora a Suécia seja mais segura que muitos outros países, as ameaças existem. É importante que todos saibam o que são as ameaças para poderem preparar-se. Um conflito militar próximo afetaria a importação de mercadorias, especialmente alimentares, ainda que não se estendesse ao nosso território», explicou às agências internacionais o diretor da agência de proteção civil, Dan Eliasson.

A última vez que as autoridades suecas distribuíram um impresso semelhante foi em 1961, em plena Guerra Fria. Com o fim deste período, o país reduziu consideravelmente os gastos com a defesa, mas a anexação da Crimeia pela Rússia mudou o panorama. E apesar da Rússia não estar citada na publicação, sabe-se que os governantes temem uma agressão em caso de conflito aberto com a NATO.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.