+ infoAcontecer
Mundo
Desastres e guerras fazem 80 mil deslocados por dia
Texto F.P. | Foto Lusa | 17/05/2018 | 10:18
Número de novos deslocados pela guerra e pela violência quase que duplicou, mas são os desastres naturais que continuam a obrigar mais pessoas a deixarem as suas casas
imagem
Os conflitos armados e os desastres naturais obrigaram cerca de 80 mil pessoas a abandonar as suas casas todos os dias, em 2017, o que dá um total de 30,6 milhões de deslocados, revela ao mais recente relatório do Centro de Observação de Deslocamento Interno e o Conselho Norueguês para os Refugiados. Do total de deslocados, 61 por cento estiveram relacionados com catástrofes naturais e os restantes 39 por cento com a violência.

Em consequência dos conflitos e da violência, registou-se um total de 11,8 milhões de novos deslocados internos, um valor que é quase o dobro dos 6,9 milhões de deslocados dentro do próprio país, em 2016. Atualmente, cerca de 40 milhões de pessoas vivem deslocadas internamente por causa da violência.

A África Subsariana é a região que mais deslocados por guerras e violência registou em 2017, com 5,5 milhões de pessoas. Só a República Democrática do Congo (RDC) registaram-se 2,2 milhões de deslocados internos, enquanto no Sudão do Sul houve 857 mil novos deslocados.

O Médio Oriente e o Norte de África surgem como a segunda região com mais deslocados internos pela violência e pelos conflitos armados, com 4,5 milhões de pessoas. A lista, neste caso, é encabeçada pela Síria, o país com maior número de novos deslocados internos – 2,9 milhões.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.