+ infoAcontecer
Mundo
Angola assina acordo para apoiar famílias rurais
Texto F.P. | Foto USAID | 16/05/2018 | 15:37
Agricultores vão receber sementes e animais para criação. Está ainda prevista a reconstrução de fontes de água e formação para reduzir a vulnerabilidade associada às mudanças climáticas
imagem
O governo de Angola e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) assinaram um novo acordo financeiro para aumentar a segurança alimentar de pelo menos oito mil famílias de zonas rurais das províncias de Benguela, Cunene e Huíla.

O projeto prevê um investimento global de 6,3 milhões de euros, sendo que 4,2 milhões são a título de empréstimo e 840 mil euros são doados pela FIDA. Os beneficiários vão receber sementes para plantio e também galinhas, cabras, ovelhas e porcos para criação.

Ao abrigo deste programa, os agricultores poderão aumentar as colheitas e melhorar a produção de gado, revertendo assim os impactos negativos das secas prolongadas de 2016. Serão ainda reconstruídas fontes de água e dadas orientações para reduzir a vulnerabilidade associada aos eventos do clima.

Segundo a agência da ONU, o setor agrícola emprega 44 por cento da população angolana e contribui com 10 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Mais da metade da população pobre de Angola vive nas zonas rurais e depende exclusivamente da agricultura como meio de subsistência, um setor que foi fortemente afetado durante décadas de guerra civil.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.