+ infoAcontecer
Mundo
Município lança moeda própria para compra de alimentos
Foto Lusa | 16/04/2018 | 16:24
A falta de moeda originada pela desvalorização do bolívar e pela escalada galopante da inflação levou a presidente do município Libertador de Caracas a criar uma moeda própria
imagem
A presidente do município venezuelano Libertador de Caracas, Erika Farías, lançou recentemente uma moeda própria, o «caribe», para fazer face à escassez de dinheiro e à desvalorização do bolívar provocadas pela espiral inflacionária que afeta os venezuelanos. Cada caribe equivale a 1.000 bolívares e só pode ser utilizado em feiras de venda de alimentos a preços subsidiados.

Segundo a autarca, que é aliada do Presidente Nicolás Maduro, esta medida é «um mecanismo de proteção» para a população. Os munícipes podem trocar bolívares pela moeda municipal através de transações eletrónicas, que estará disponível em notas de cinco, 10, 20, 50 e 100 caribes.

A escassez de dinheiro é uma das dores de cabeça dos venezuelanos, que enfrentam uma inflação galopante que o Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta em 13.000 por cento para este ano, e uma grave carência de produtos básicos. Em março, Nicolás Maduro anunciou o lançamento de novas notas e moedas, que entrarão em circulação em junho, num processo de reconversão monetária que retirará três zeros ao bolívar, passando 100 mil bolívares a converter-se em 100.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.