+ infoAcontecer
Fátima
Número de peregrinos em Fátima quase duplicou em 2017
Texto F.P. | Foto Ana Paula | 08/02/2018 | 18:20
O ano do Centenário das Aparições bateu mais um recorde, ao registar o maior número de fiéis na Cova da Iria da última década. A quantidade de peregrinos estrangeiros quase que triplicou, com destaque para os asiáticos e norte-americanos
imagem
O Santuário de Fátima revelou as estatísticas oficiais relativas ao ano de 2017, esta quinta-feira, 8 de fevereiro, que apontam o ano do Centenário das Aparições como o mais concorrido da última década, em matéria de visitas à Cova da Iria. Os números indicam que estiveram em Fátima 9,4 milhões de peregrinos, quase o dobro do registado em 2016, em que foram contabilizados 5,2 milhões de crentes.

Depois de 2007, em que terão estado em Fátima nove milhões de peregrinos, e de uma quebra anual até 2016, o Santuário de Fátima voltou a ser um dos destinos mais procurados de Portugal e até da Europa, com destaque para o interesse despertado nos peregrinos estrangeiros, que aumentaram em 250 mil, comparativamente com 2016.

Os países mais presentes na Cova da Iria foram a Espanha, Itália e Polónia, surgindo em quarto lugar os Estados Unidos da América (27.139), que ultrapassou o Brasil. Destaque ainda para os mais de 31 mil peregrinos asiáticos, um continente que tem estado em ascensão nas visitas a Fátima, e que vai levar o Santuário a convidar dois líderes religiosos asiáticos para presidirem às próximas peregrinações internacionais aniversárias, em maio e outubro.

O ano do Jubileu e da visita do Papa Francisco gerou ainda mais de 750 mil atendimentos nos postos e serviços do templo mariano, a um aumento de participações nas missas e a mais um recorde de mensagens deixadas aos pés da Nossa Senhora de Fátima. O ano passado, foram deixadas 531 mil mensagens, quando antes a média anual andava pelas 220 mil.

«A participação nas várias iniciativas do Santuário superou as nossas melhores expectativas. Porém, o que realmente importa é aquilo de que não é possível fazer um balanço: a vivência espiritual de tantos peregrinos, a intensidade da sua peregrinação, a marca duradouro que fica nas suas vidas», afirmou o reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas.

Em relação ao que fica do ciclo festivo de sete anos que culminou em 2017, o sacerdote destacou a consolidação da internacionalização de Fátima, o aprofundamento renovado da mensagem de Fátima e a «oferta» de dois novos santos à Igreja: Francisco e Jacinta Marto.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.