+ infoAcontecer
Mundo
Dia Mundial da Vida Consagrada
«Não somos feitos para conservar estruturas»
Texto F.P. | Foto Arquidiocese de Brasília | 02/02/2018 | 12:11
Prefeito da Congregação para os Institutos da Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica envia mensagem aos consagrados, pedindo-lhes que continuem fiéis à sua vocação, apesar das dificuldades
imagem
«O que nós sentimos é uma enorme gratidão à vida consagrada do mundo inteiro. Encontrar essas pessoas cuja única razão de existir é realmente Deus e a Igreja deixa-nos muito felizes. Nestes dias, vai a nossa oração a cada consagrado, a cada pessoa que procura ser fiel à sua vocação, apesar das dificuldades», afirmou o cardeal João Braz de Aviz, na sua mensagem aos consagrados de todo o mundo.

Aproveitando a festa da Apresentação de Jesus ao Templo e o Dia Mundial da Vida Consagrada, que se celebram esta sexta-feira, 2 de fevereiro, o Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica exortou os consagrados a «aguentarem firmes» perante os obstáculos, pois sabem que estão a percorrer «uma estrada de felicidade profunda», como «não há outra igual neste mundo».

«Jesus olha e a pessoa entende que Ele chama. Isso é único, é uma relação entre Cristo e nós, entre Deus e nós. É entrar no mistério da pessoa de Jesus. E isso não podemos perder. Nós não somos feitos para conservar estruturas, para defender tradições do passado, para ter muito dinheiro, a nossa razão de ser é esse chamamento, que depois é um envio para a missão», sublinhou o cardeal, numa entrevista ao Vatican News.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.