+ infoAcontecer
Mundo
Menores rohingya «esquecidos» em acampamentos
Texto F.P. | Foto UNICEF | 12/01/2018 | 07:03
As atenções têm estado centradas nos milhares de refugiados que foram para o Bangladesh, mas há dezenas de milhares de menores a viver em condições «deploráveis» na estado de Rakhine, em Myanmar
imagem
Praticamente esquecidos e condenados a viver em condições «deploráveis». É nesta situação que se encontram cerca de 60 mil crianças rohingya, em acampamentos de deslocados no estado de Rakhine, em Myanmar, segundo informações do Fundo das Nações para a Infância (UNICEF).

«Enquanto os `olhos do mundo´ estão concentrados na situação dos refugiados rohingya no Bangladesh, há cerca de 60 mil menores praticamente esquecidos, em acampamentos em Myanmar [ex-Birmânia]», revelou a porta-voz da organização, Marixie Mercado.

Os responsáveis do UNICEF estão preparados para trabalhar com o governo de Myanmar, para entregar ajuda humanitária nos acampamentos, apesar da dificuldade em chegar aos deslocados, depois do acesso à zona ter sido interditado pelas autoridades.

«A primeira coisa que damos conta quando chegamos a estes acampamentos é o odor. Parte dos acampamentos são literalmente fossas sépticas. Os refúgios estão assentes em pilares em cima de lixo e excrementos, e as crianças caminham descalças sobre a lama», adiantou Mercado, reclamando uma solução política para o problema dos rohingya, porque, além do mais, os menores «devem ser reconhecidos como crianças».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.