+ infoAcontecer
Mundo
Redes sociais usadas para o tráfico humano
Texto F.P. | Foto DR | 11/01/2018 | 17:37
Traficantes usam as plataformas digitais para seduzir as vítimas com promessas de um futuro melhor na Europa. Agência da ONU quer usar as mesmas redes para ações de prevenção e sensibilização
imagem
A Organização Internacional para as Migrações (OIM) está preocupada com a utilização das redes sociais por parte das redes criminosas de tráfico de pessoas e lançou um apelo aos responsáveis por essas plataformas digitais, para que se juntem à organização na prevenção deste tipo de crime.

Segundo Leonard Doyle, diretor de comunicação da OIM, «as pessoas ainda acreditam no que leem no Facebook e muitos traficantes de seres humanos utilizam essa rede social e outras para enganar as vítimas». Como não é viável pagar anúncios nessas redes para combater o tráfico, o responsável pediu a colaboração das plataformas.

Para Doyle, a maioria dos migrantes é atraída para a Europa, com promessas de um futuro melhor, e é fundamental comunicar e informar essas pessoas que estão a correr riscos ao acreditarem nos traficantes. Nesse sentido, uma parceria entre a OIM e as redes sociais, seria uma questão de cidadania.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.