+ infoAcontecer
Mundo
Moçambique
Paróquia de Guiúa recupera após passagem de ciclone
Texto Diamantino Antunes | Foto Diamantino Antunes | 04/12/2017 | 16:28
Uma das capelas e uma escolinha, atingidas pelo furacão, foram inauguradas depois dos trabalhos de reconstrução realizados pelos missionários
imagem
O ciclone Dineo que assolou a região de Inhambane, Moçambique, no passado dia 15 de fevereiro, deixou um rasto de destruição. Muitas das casas foram destruídas e muitas árvores foram derrubadas. A paróquia de Santa Isabel do Guiúa, situada a 12 quilómetros de Inhambane, viu 12 das suas 14 capelas e 3 escolinhas destruídas pelos fortes ventos que arrancaram telhados e deitaram paredes ao chão. 

Os missionários da Consolata, responsáveis pela paróquia e pelo Centro Catequético do Guiúa, não desanimaram e começaram, com o apoio das comunidades e de alguns benfeitores, o trabalho de reconstrução dos edifícios destruídos. Até ao momento, a maior parte dos imóveis danificados já foram reabilitados e já estão à disposição da população para encontros, formações e celebrações. 

Foi o caso da capela de Santa Madalena de Nyapapa e da escolinha anexa, situada a três quilómetros do Guiúa, junto da baía de Inhambane que, este domingo, foi inaugurada depois dos trabalhos de reconstrução. Num clima de alegria a comunidade testemunhou a bênção da capela e participou na celebração da Eucaristia presidida pelo padre Gabriel Casadei, pároco do Guiúa.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.