+ infoAcontecer
Fátima
Viagem «absolutamente excecional»
Imagem feita com indicações da irmã Lúcia ruma a Itália
Texto J.B. | Foto SNSRF | 09/11/2017 | 12:18
Aquele que é considerado o segundo maior santuário italiano, vai receber a imagem de Nossa Senhora de Fátima, elaborada com indicações da mais velha dos três videntes de Fátima
imagem

A imagem número um de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, feita segundo indicações da irmã Lúcia, vai estar de 15 a 27 de novembro naquele que é considerado o segundo maior santuário de Itália – San Giovanni Rotondo – onde se encontram os restos mortais do padre Pio de Pieltrecina e cidade onde o sacerdote passou a maior parte da sua vida.

 

«A ida desta imagem até Itália faz-se num contexto absolutamente excecional e que se prende com a forte ligação existente entre o padre Pio e Fátima», indicam os serviços de comunicação do Santuário de Fátima. A peregrinação vai mobilizar «eminentes figuras da igreja local», como Fernando Filoni, Prefeito para a Congregação para a Evangelização dos Povos, que presidirá à Missa de 19 de novembro, pelas 10h00, na Igreja de São Pio de Pietrelcina, onde se encontram os restos mortais do padre Pio.

 

Além da Eucaristia, será recitado o terço e será feita a consagração do santuário ao Coração Imaculado de Maria, a 17 de novembro. Dia 26 será transladada uma relíquia do corpo do padre Pio, até à Igreja de Santa Maria das Graças, e a Missa será presidida por Rino Fisichella, presidente do Conselho Pontifício para a Nova Evangelização.

 

Em agosto de 1959, com 72 anos, o padre Pio sofreu com uma pleuresia, doença que o forçou a ficar imobilizado vários meses, sem grande expetativa de recuperação. Por acaso, a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima teve de fazer escala técnica em San Giovani Rotondo e, vendo-a da janela do seu quarto, o sacerdote acenou-lhe, implorando a sua intercessão para recuperar a saúde, «o que acabou por acontecer». O sacerdote faleceu em 1968, sendo beatificado a 2 de maio de 1999 e canonizado a 16 de junho de 2002.

 

Depois de mais de meio século de peregrinação, em que a imagem número um de Nossa Senhora de Fátima passou por vários países, a reitoria do santuário decidiu que esta não deveria sair mais, «a não ser por alguma circunstância extraordinária». Em maio de 2000, foi colocada na exposição «Fátima luz e paz». Em dezembro de 2003, foi instalada na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima. A imagem voltou a sair em maio de 2014, primeiro para uma visita às comunidades religiosas contemplativas portuguesas, e depois para todas as dioceses do país.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.