+ infoAcontecer
Mundo
Brasil: líderes indígenas denunciam ataques do governo
Texto F.P. | Foto A.R. | 12/10/2017 | 07:02
Numa carta aberta, acusam o executivo de estar a destruir as terras e a atacar os direitos dos povos indígenas, em nome «do lucro e do poder». As tribos isoladas são as mais afetadas
imagem
O líder da tribo yanomami, Davi Kopenawa, o líder dos Kayapó, Raoni Metuktire, e a ativista e líder do Guajajara, Sonia Bone, publicaram uma carta aberta onde acusam o governo brasileiro de estar a atacar fortemente os direitos indígenas e a provocar «um genocídio» no país.

«O governo está a destruir os povos indígenas, os primeiros povos do nosso país. Em nome do lucro e do poder, as nossas terras estão a ser roubadas, as nossas florestas queimadas, os nossos rios poluídos e as nossas comunidades devastadas. Os nossos parentes isolados, que vivem no interior da floresta, estão a ser atacados e mortos», afirmam os autores do documento.

Em resposta às crescentes preocupações sobre as alegadas ligações do governo Temer com a bancada ruralista, notoriamente anti-indígena, os três líderes admitem estar a sofrer um dos ataques «mais agressivos» dos últimos tempos: «O governo está a retirar a proteção das nossas terras e a mudar as leis para permitir a expansão do agro-negócio e da mineração. Não queremos que as riquezas das nossas terras sejam roubadas e vendidas. Protegemos a nossa floresta porque ela nos dá vida».

«O que está a ocorrer no Brasil é uma crise humanitária urgente e terrível, e precisamos do máximo possível de pessoas para deixar claro às autoridades que essa perseguição tem que acabar. O governo brasileiro está a realizar uma campanha estruturada para enfraquecer os direitos indígenas, e está deliberadamente a deixar os territórios de tribos isoladas abertos às invasões», alerta, por sua vez, o diretor da Survival Internacional, uma plataforma de apoio aos povos indígenas.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.