+ infoAcontecer
Mundo
Moçambique
Arcebispo de Nampula recebe pálio
Texto Diamantino Antunes | Foto Cassiano Kalima | 02/10/2017 | 16:26
Pálio é usado pelo arcebispo metropolita na sua igreja e nas da sua província eclesiástica, como símbolo da autoridade e unidade metropolitana e da comunhão com a Sé Apostólica
imagem
No passado domingo, dia 1 de outubro, teve lugar a cerimónia da imposição do pálio ao arcebispo de Nampula, Inácio Saure. O nosso confrade recebeu a imposição do Núncio Apostólico em Moçambique, Edgar Pena, durante a celebração eucarística que teve lugar na Sé Catedral de Nampula.

A celebração contou com a presença dos bispos da província eclesiástica de Nampula: Luis Fernando, bispo de Pemba, Francisco Lerma, bispo de Gúruè, e Germano Grachane, bispo de Nacala. Concelebraram a Eucaristia 32 sacerdotes e foi notória a participação ativa dos fiéis oriundos das diversas paróquias da arquidiocese. Os Missionários da Consolata estavam representados pelos padres Sisto Karau, Jorge Kirikinto e Cassiano Kalima.

Nesta ocasião, a diocese de Gurué, da qual é bispo Francisco Lerma, também ele missionário da Consolata, foi oficialmente incorporada na província eclesiástica de Nampula. Desde a sua fundação, em 1993, a diocese de Gurué pertenceu à província eclesiástica da Beira (região Centro). Todavia, a relativa proximidade geográfica e sócio-eclesial de Nampula, levou a amadurecer a decisão de inserção na província eclesiástica de Nampula (zona Norte).

Ao assumir a arquidiocese de Nampula, Inácio Saure passou a ser o bispo metropolita da província eclesiástica de Nampula que inclui as dioceses de Pemba, Lichinga, Nacala e Guruè. Na sua intervenção, o prelado pediu a todos que rezassem por ele para o bom desempenho das atividades que o esperam dentro da sua província.

O pálio é uma espécie de colarinho de lã branca, com cerca de 5 centímetros de largura e dois apêndices – um na frente e outro nas costas. Possui seis cruzes bordadas em lã preta. É usado pelo arcebispo metropolita na sua igreja e nas da sua província eclesiástica, como símbolo da autoridade e unidade metropolitana e da comunhão com a Sé Apostólica.

O Papa Francisco fez algumas alterações na entrega do pálio: desde 2015, a faixa de lã branca é entregue e não colocada pelo Santo Padre. A imposição do pálio passou a ser realizada nas respetivas dioceses de origem pela mão do Núncio Apostólico local.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.