+ infoAcontecer
Fátima
Fátima pode continuar a crescer no turismo
Texto F.P. | Foto DR | 27/09/2017 | 14:47
Os hoteleiros, autarcas e investigadores estão convictos que os bons resultados turísticos alcançados em Fátima este ano podem continuar a progredir em 2018, desde que exista uma estratégia concertada, cooperante e visionária
imagem
Cooperação e diversificação. Estas podem ser as palavras chave para o futuro do turismo religioso em Portugal e, sobretudo, para dar continuidade à tendência de crescimento do número de visitantes que se está a verificar este ano em Fátima, defenderam esta quarta-feira, 27 de setembro, os oradores da sessão de apresentação do Congresso Internacional de Turismo Religioso e Peregrinação, que se realizou na Escola de Hotelaria de Fátima.

«Os espaços religiosos assumem cada vez mais importância» no setor do turismo, ao contrário do que acontecia antes em que o potencial era mais explorado ao nível do produto sol e mar, «mas o que tem acontecido é a falta de conhecimento, ou seja, não há turistas a mais, há é conhecimento a menos», afirmou Carlos Costa, docente e investigador na Universidade de Aveiro.

Segundo o especialista, «Fátima tem uma marca fortíssima», mas necessita de gerir melhor a articulação entre setores e operadores económicos para poder continuar a crescer. «Não se pode pensar no turista só em termos de alojamento e restauração», adiantou Carlos Costa, sublinhando a necessidade de «visão e estratégia» para, por exemplo, «puxar por produtos novos».

«Nós temos vivido na redoma do nosso preconceito e não renovámos o conhecimento» com vista à captação de turistas que algumas regiões do países dizem ter a mais. «Temos uma joia da coroa entre mãos, mas é preciso diversificar» e criar «muita cumplicidade» entre operadores, pois a convicção generalizada é a de que «podemos continuar a crescer», afirmou, por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de Ourém, Paulo Fonseca.

Um dos passos para esse crescimento passa também pela consolidação e internacionalização da marca Fátima, no qual se enquadra o Congresso Internacional de Turismo Religioso e Peregrinação, agendado para 22 e 23 de novembro, no Centro Pastoral de Paulo VI, em Fátima. Está prevista a participação de oradores e governantes dos quatro continentes, entre eles o secretário-geral da Organização Mundial de Turismo (OMT), Taleb Rifai.

Em cima da mesa vão estar quatro objetivos: o potencial competitivo do mercado do turismo religioso, a atratividade dos destinos religiosos, a afirmação do turismo religioso nas redes regionais, nacionais e internacionais de inovação e a partilha de conhecimento sobre as melhores formas de promover destinos religiosos.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.