+ infoAcontecer
Fátima
Mais de 100 mil viram «coroa preciosa» de Fátima em 2017
Texto J.B. | Foto SNSRF | 18/09/2017 | 17:28
A «coroa preciosa, com a bala que atingiu o Papa João Paulo II», foi este ano admirada por mais de cem mil pessoas que visitaram a exposição permanente do Santuário de Fátima
imagem

Mais de 100 mil pessoas visitaram este ano a exposição «Fátima luz e paz», um número alcançado no final da última semana, «batendo todos os recordes de visitas registados até agora neste espaço museológico» patente no Santuário de Fátima. Marco Daniel Duarte, diretor do Museu do Santuário de Fátima e do Centro de Estudos e Difusão do mesmo local de culto, indica que interesse dos peregrinos «pela realidade museológica do santuário tem aumentado».

 

«Os peregrinos têm constatado que o santuário tem uma série de ofertas que passam por esta exposição permanente que tem como objeto fundamental a coroa preciosa, com a bala que atingiu o Papa João Paulo II e temos consciência de que há pessoas, sobretudo de outros países, que não saem do santuário sem passarem por esta exposição», disse o responsável.

 

Segundo os serviços de comunicação do Santuário de Fátima, «o ano em que se tinha registado o maior número de visitantes foi o de 2011, que contabilizou um total de 86.015 visitantes no final do ano, em dezembro», um número que «este ano será largamente superior uma vez que neste momento (…) já foi ultrapassado o número de cem mil visitantes». Em 2016, a exposição contou «no final do ano 70.528 visitantes e em 2015 o total de visitantes era de 77.093».

 

Se em 2011, a maioria das visitas eram oriundas de Portugal, e seguidamente de Itália e de Espanha, este ano foram os italianos os que mais visitam a mostra, algo que «não será alheio o facto de existirem diariamente no santuário inúmeras peregrinações das dioceses italianas». «Até ao momento foram contabilizadas 30.068 visitas de italianos. Os portugueses foram 21.865.»

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.