+ infoAcontecer
Mundo
Emergência humanitária sem precedentes
Texto F.P. | Foto Lusa | 11/08/2017 | 07:02
Mais de 20 milhões de pessoas estão a passar fome ou em risco de ficar sem comida no Iémen, Nigéria, Somália e Sudão do Sul. E as equipas humanitárias nem sempre conseguem chegar às populações afetadas
imagem
O Conselho de Segurança das Nações Unidas emitiu uma declaração a expressar «grave preocupação» com crise humanitária sem precedentes que vivem as populações do Iémen, nordeste da Nigéria, Somália e Sudão do Sul, onde se estima que mais de 20 milhões de pessoas estejam a passar fome ou em risco de ficar sem alimentação.

Segundo Stephane Dujarric, porta-voz do secretário-geral da ONU, até agora, a organização já recebeu 2,1 mil milhões de euros dos 4,1 mil milhões pedidos, para fornecer assistência humanitária, mas a ação de alguns grupos armados nos conflitos nos quatro países atingidos nem sempre permitem que as ajudas cheguem às populações necessitadas.

«O impacto devastador dos conflitos armados e da violência sobre os civis» têm consequências humanitárias arrasadoras e impedem uma resposta de ajuda a curto, médio e longo prazos, sublinhou o responsável, adiantando que a escassez de comida está a contribuir também para o aumento da vulnerabilidade de mulheres, crianças e pessoas com deficiências.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.