+ infoAcontecer
Mundo
Níger
Milhares de migrantes arriscam atravessar o deserto
Texto F.P. | Foto IRIN | 12/08/2017 | 07:02
Rotas migratórias no norte no Níger continuam a ser atravessadas pelos migrantes, apesar dos perigos que representam. Nos últimos três meses, já foram resgatadas mais de 1.000 pessoas
imagem
As operações de busca e salvamento da Organização Internacional para a Migrações (OIM) já resgataram mais de mil migrantes nos últimos três meses, no norte do Níger. Para fugirem ao controlo das autoridades e das organizações humanitárias, os traficantes estão a usar rotas cada vez mais perigosas.

«Senti-me emocionado quando, não muito longe da fronteira entre o Níger e a Líbia, nos cruzámos com um grande grupo de mulheres, principalmente da Nigéria e do Gana, que estava a dormir num hangar escuro e abandonado perto do posto fronteiriço, à espera pelo passo seguinte rumo ao norte», testemunhou Alberto Preato, oficial da OIM no Níger.

Para se ter uma ideia da dimensão do problema, recorde-se que numa das últimas missões realizadas pelas equipas da OIM, em conjunto com a Proteção Civil da Nigéria, foram resgatados 23 migrantes da Gâmbia e Senegal, que tinham sido abandonados no deserto pelos motoristas. Entre este grupo estava uma menina de sete anos.

«Necessitamos compreender melhor a forma como as redes de tráfico operam e aumentar a nossa presença nas zonas mais remotas para proporcionar informação, assistência e alternativas aos migrantes que se encontram em estado de emergência», apelou o responsável da OIM.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.