+ infoAcontecer
A Missão Conta
Moçambique
Missionário português é novo reitor do Santuário de Massangulo
Texto D.A. | Foto D.A. | 24/07/2017 | 10:23
imagem: 1 2
Padre João Nascimento tem como missão dinamizar o santuário diocesano e promover o diálogo entre muçulmanos e cristãos. Inicia esta nova experiência após seis anos de trabalho pastoral na Costa do Marfim
imagem
Depois de alguns meses de espera, a comunidade cristã da Missão-Santuário de Nossa Senhora da Consolata de Massangulo, na diocese de Lichinga-Niassa, recebeu este domingo, 23 de julho, com enorme alegria, o padre João Nascimento, missionário da Consolata português, natural de Loivos, Chaves. Na véspera, aquando da sua chegada a Massangulo, o missionário foi recebido com alegria por um grupo de cristãos que estavam à sua espera na entrada do santuário.

Na Missa dominical, em nome do bispo diocesano, o Superior Provincial dos Missionários da Consolata em Moçambique, Diamantino Antunes, deu posse ao novo pároco, lendo a provisão do bispo Atanásio Canira, que nomeia o padre João Superior da Missão e reitor do Santuário Diocesano de Nossa Senhora da Consolata de Massangulo.

A celebração foi uma ocasião para dar as boas vindas ao novo missionário e para a agradecer o trabalho realizado pelos missionários da Consolata nestes quase 90 anos de presença e ação em Massangulo. Criada a 20 de Maio de 1928, a Missão de Nossa Senhora da Consolata é a primeira Missão Católica do Niassa.

Na sua homilia, o sacerdote português manifestou a sua alegria por poder voltar a Moçambique e a Massangulo para trabalhar na difusão do Reino de Deus. Tendo já trabalhado em Moçambique durante largos anos, regressa agora de uma experiência de seis anos na Costa do Marfim, na África ocidental, onde trabalhou como pároco no norte deste país, na Missão de Marandallah, num contexto islâmico muito próximo ao de Massangulo. Aqui, com criatividade e paixão, conseguiu estabelecer uma relação fraterna e colaborante entre cristãos e muçulmanos.

O diálogo islâmico-cristão, feito de amizade e conhecimento recíproco, é um dos objetivos da presença do missionário em Massangulo, juntamente com a tarefa de dinamizar pastoralmente a missão e o santuário diocesano.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.