+ infoAcontecer
Fátima
Centenário das Aparições
Papa encoraja Fátima a continuar o serviço aos outros
Texto Juliana Batista | Foto Lusa | 08/06/2017 | 12:10
Depois da sua visita à Cova da Iria, o Papa Francisco enviou uma carta ao bispo da diocese de Leiria-Fátima onde encoraja a região a continuar a ajudar a «humanidade inteira»
imagem

Numa carta dirigida a António Marto, bispo da diocese de Leiria-Fátima, o Papa Francisco manifesta as suas emoções após a sua visita à Cova da Iria, por ocasião do Centenário das Aparições. «Encorajo essa amada diocese a prosseguir no anúncio e serviço dos desígnios de misericórdia que a Santíssima Trindade nutre pela humanidade inteira», estimula o Santo Padre.

 

Na missiva, Francisco mostra-se feliz por ter canonizado São Francisco Marto e Santa Jacinta Marto. «Muita alegria me deu o facto de poder propô-los a veneração da Igreja inteira!», indica. O Papa enaltece ainda a fé vivida na Cova da Iria. «Fátima oferece a todos um coração grande de Mãe e convida o coração de cada um - filho ou filha que seja - a parecer-se um pouco mais com o d`Ela.»

 

O Sumo Pontífice refere que a viagem a Fátima permitiu que ficasse «envolvido pelo carinho e entusiasmo da fé daquela multidão incontável de peregrinos», e agradece a todos quantos o receberam. «Desejo exprimir a si [António Marte] e aos seus colaboradores de sempre e para esta especial ocasião, nomeadamente ao padre Carlos Cabecinhas, a minha profunda gratidão pelo acolhimento fraterno e a hospitalidade fidalga que me reservaram, a mim e aos meus colaboradores, frutificando em solertes atenções e obras que lhes vinham do coração e chegavam ao coração. Bem hajam!»


O Santo Padre afirma que pôde observar na terra, através de António Marto e da «legião de `anjos´ que o representavam», «corações parecidos» com os de Nossa Senhora de Fátima, de São Francisco Marto e Santa Jacinta Marto. «Louvo a Virgem Mãe pelo bom trabalho que Ela tem feito naqueles que assim A amam e servem; e estou grato ao meu venerado irmão pelo seu efusivo testemunho de alegria e amor a Nossa Senhora de Fátima!»

 

Francisco termina a missiva pedindo que rezem por ele. «Invoco, pela intercessão da Virgem Maria e dos santos pastorinhos, a abundância dos dons e consolações do céu sobre o pastor e todos aqueles que lhe estão confiados. Renovando a todos o pedido de não se esquecerem de rezar por mim, de bom grado lhes concedo a bênção apostólica.»

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.