+ infoAcontecer
A Missão Conta
Moçambique
Casal de leigos dedica três anos às missões
Texto Diamantino Antunes | Foto DR | 14/03/2017 | 15:05
Voluntários vão frequentar uma ação de formação para estudo da língua portuguesa e só depois partem para Nova Mambone, onde está previsto ficarem pelo menos três anos
imagem
Acaba de chegar a Maputo, Moçambique, um casal de Leigos Missionários da Consolata da Colômbia. Luís Filipe Montoya, sociólogo, e Ana Maria Garcia, engenheira, vão trabalhar na missão de Nova Mambone, na diocese de Inhambane, por um período de três anos.

O Luís trabalhou já três anos (2014-2016) na paróquia de Cuamba, na diocese de Lichinga, com os missionários da Consolata. Regressou à Colômbia para o casamento e agora volta com a sua esposa, também ela leiga missionária da Consolata.

Depois de um período de inserção, para fazer a documentação e estudo da língua no Centro de Laulane-Maputo, o casal partirá para Nova Mambone, no início de abril, onde se inserirá nas atividades sócio-pastorais da paróquia. Atualmente, em Moçambique, trabalham com os missionários da Consolata cinco leigos: dois da Colômbia, um de Portugal, um do Brasil e um de Moçambique.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.