+ infoAcontecer
Fátima
Exposição recria «a luz de Fátima no mundo»
Texto F.P. | 26/11/2016 | 19:25
A «mais ambiciosa» exposição que o Santuário de Fátima já promoveu convida o visitante a reviver o momento do Milagre do Sol, como o dia inicial de uma história em que o peregrino passa a ser o verdadeiro protagonista
imagem
Começa com um bengaleiro de guarda-chuvas e termina com guarda-sóis a exposição temporária inaugurada este sábado, 26 de novembro, no Convivium de Santo Agostinho, no Santuário de Fátima. A escolha teve um objetivo. Levar o visitante a reviver o dia do Milagre do Sol (13 de outubro de 1917), não como um momento de clausura da história das aparições, mas como o momento inicial de uma história em que o peregrino passa a ser o verdadeiro protagonista. 

«Ao sair da exposição, somos convidados a aceitar estes guarda-sóis que nos são dados por estas três figuras [os três pastorinhos], e a sermos também nós os construtores da paz», explicou Marco Daniel Duarte, comissário da exposição «As cores do Sol: a luz de Fátima no mundo contemporâneo», que vai estar patente até finais do ano 2018. 

Inaugurada no ano jubilar do Centenário das Aparições, a mostra «é a mais ambiciosa que o Santuário de Fátima já promoveu» e conta com peças cedidas, em regime de empréstimo, por colecionadores particulares e instituições eclesiais. A disposição museológica procura promover um diálogo entre as obras de arte e os testemunhos materiais, de diferentes épocas, que desagua na interpretação do papel de Fátima no mundo contemporâneo. 

Das várias obras e instalações em exposição, destaque para o coração vermelho feito com colheres de plástico por Joana Vasconcelos, exibido num ambiente intimista, que revela «a expressão do Deus misericordioso em Fátima», sublinhou Marco Daniel Duarte, na abertura da mostra temporária, que pela primeira vez fica patente durante dois anos, para fazer a ponte com a exposição que o Santuário de Fátima vai levar ao Vaticano, em 2018.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.