+ infoAcontecer
Mundo
Espanhóis preocupados com aumento da pressão migratória
Texto Francisco Pedro | Foto Lusa | 01/08/2016 | 16:20
Com a entrada em vigor do acordo entre a União Europeia e a Turquia, as autoridades espanholas temem agora um possível aumento da pressão migratória no Mediterrâneo ocidental
imagem
O reforço do controlo dos fluxos migratórios nas costas da Grécia e Itália, decorrente da entrada em vigor do acordo entre a União Europeia e a Turquia, pode vir a provocar um aumento das tentativas de entrada na Europa através do Mediterrâneo ocidental, entre Algeciras e Murcia, informaram esta segunda-feira, 1 de agosto, os responsáveis da Guarda Civil espanhola.

Segundo o responsável pelo Gabinete de Fiscalização e Fronteiras da Guarda Civil, Juan Luis Martín, a entrada da imigração ilegal pela Grécia «foi travada» depois do acordo e ficou «estabilizada» no Mediterrâneo central, na zona de Itália. Agora, a preocupação das autoridades está canalizada para o Mediterrâneo ocidental.

Na apresentação das operações Indalo e Hero, a vigorar entre 1 de agosto e 31 de outubro, por iniciativa da Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas (FRONTEX), as autoridades espanholas admitem ter que vir a adaptar o posicionamento de meios, para fazer face a eventuais desvios nas rotas migratórias.

«Creio que está claro que neste caso concreto a cooperação internacional e as operações multidisciplinares como estas estão orientadas para controlar qualquer tráfico ilícito, que neste momento não são só a imigração ilegal, mas também outras questões que estão no pensamento de todos», afirmou, por sua vez, o diretor-geral da Guarda Civil, Fernández de Mesa.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.