+ infoAcontecer
Mundo
Iniciativa solidária
Calças de famosos leiloadas para ajudar refugiados
Texto F.P. | Foto Jorge Guillen | 23/07/2016 | 13:29
Plataforma de leilões vai receber as licitações dos potenciais interessados e os resultados serão anunciados num jantar de gala. A receita reverterá a favor das operações com refugiados do Comité Internacional de Resgate
imagem
As calças de ganga doadas por um centena de personalidades ligadas à arte, entre elas o cineasta Woody Allen, os músicos Elton John e Mick Jagger e as modelos Naomi Campbell e Claudia Schiffer, vão estar à venda na plataforma de leilões Catawiki, numa iniciativa solidária de angariação de fundos para o Comité Internacional de Resgate.

O leilão começou esta semana, com a venda de 15 calças de ganga, que pertenceram a Sharon Stone, Pink, Elle Macpherson, Emma Watson, Lily Allen, Eva Longoria, Heather Graham, Kate Moss, Joan Smalls, Alicia Vikander, Sofia Coppola, Rachel McAdams, Zoe Saldana, Tal e Jessica Hart.

As restantes peças serão licitadas ao longo dos próximos três meses. Paralelamente, o designer de moda, Johny Dar, irá estar num campo de refugiados, durante 10 dias, a pintar um conjunto de calças de ganga «com o propósito de destacar a resistência e a determinação necessárias aos milhões de refugiados que anseiam por completar a sua viagem e cumprir o sonho comum de um novo lar e um novo começo», explicam os promotores da iniciativa, em comunicado.

Segundo Cátia Gil, da agência de comunicação que promove a campanha, a receita poderá ultrapassar o milhão de euros, já que cada par de calças tem um valor médio estimado de dez mil euros.

O Comité Internacional de Resgate (International Rescue Committee), criado em 1933 para reconstruir zonas de guerra e ajudar refugiados em mais de 40 países, apoia milhões de pessoas em todo o mundo, desde o momento em que são forçadas a abandonar as suas casas à reinstalação e integração nos países de acolhimento.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.