+ infoAcontecer
Portugal
Solidariedade
Escuteiros ajudam algarvios afetados por temporal
Texto Juliana Batista | Foto CNE/Flôr de Lis | 10/11/2015 | 17:38
Depois do temporal que causou inundações em lojas, casas e destruição da via pública em Albufeira, os escuteiros da região mobilizaram-se para ajudar a população afetada
imagem

Sob o lema «Sempre alerta para servir», sete agrupamentos do Corpo Nacional de Escutas (CNE) têm estado a colaborar na limpeza de Albufeira (Algarve) desde que a cidade foi afetada por um temporal que provocou danos em estabelecimentos comerciais, habitações e via pública.

 

Segundo o chefe Bruno Ferreira, do Agrupamento 714 de Albufeira, estão envolvidos nas ações de limpeza cerca de 60 voluntários, entre escuteiros, familiares, amigos e antigos membros do CNE. O responsável recorda que «o primeiro dia foi o mais difícil» porque para além dos trabalhos de limpeza «foi difícil» levar ânimo aos outros quando o «desalento afetava todos».

 

Já estiveram também envolvidos os agrupamentos 1293 de Algoz, 1201 da Conceição de Faro, 1052 de Quarteira, 1200 de Quelfes, 1324 da Sé de Faro e 181 de Silves do CNE que trabalharam diariamente, entre as 09h00 e as 18h00. No passado sábado, 7 de novembro, os trabalhos foram reforçados com a colaboração de cerca de 130 Caminheiros e Companheiros (escuteiros dos 18 aos 22 anos, respetivamente dos ramos terrestre e marítimo) e 15 dirigentes de vários agrupamentos algarvios do CNE.

 

Segundo o jornal diocesano «Folha do Domingo», os trabalhos de limpeza têm sido coordenados pelo Agrupamento 714 de Albufeira em articulação com a Proteção Civil e com a Câmara Municipal de Albufeira. A cidade de Albufeira foi afetada pelo temporal a 1 de novembro.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.