+ infoAcontecer
Mundo
«Emprego Jovem na África Subsaariana»
Milhões de jovens africanos entram no mercado de trabalho
Texto Juliana Batista | Foto Lusa | 28/01/2014 | 16:22
O continente africano vai colocar 11 milhões de jovens em empregos por ano, diz um estudo do Banco Mundial. A instituição financeira internacional incentiva o investimento em melhores postos e remuneração
imagem

Onze milhões de jovens africanos deverão passar a integrar anualmente o mercado de trabalho durante a próxima década em África, estima o Banco Mundial. Segundo a Rádio ONU, a instituição financeira internacional recomenda a «criação de milhões de postos mais produtivos e bem remunerados para estimular o crescimento económico, reduzir a pobreza de forma significativa e criar prosperidade partilhada no continente».

O documento, intitulado «Emprego Jovem na África Subsaariana», indica que 80 por cento da força de trabalho deve continuar a trabalhar em pequenas propriedades ou empreendimentos caseiros num futuro próximo. Com mais de metade da população da África Subsaariana menor de 25 anos, o Banco Mundial sugere que se aposte em tornar mais acessível uma educação de qualidade nas áreas científica e tecnológica.

Para o ensino superior, o órgão internacional aconselha cursos adaptados às funções necessárias para um mercado de trabalho moderno. O Banco Mundial destaca que parceiros de desenvolvimento como a China, a Índia ou o Brasil atuam com o órgão para ajudar a desenvolver a ciência, a tecnologia e as aptidões para a juventude africana. O novo relatório refere ainda que as áreas da indústria, dos serviços e da agricultura são, tradicionalmente, os setores intensivos que podem originar trabalho produtivo para os jovens.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.