+ infoAcontecer
Mundo
Economia
Argentinos já podem poupar em dólares
Texto Francisco Pedro | Foto Lusa | 28/01/2014 | 12:37
A desvalorização da moeda nacional e a sangria das reservas do Banco Central levaram o governo argentino a levantar a proibição de compra de moeda estrangeira para aforro pessoal
imagem
O governo da Argentina abrandou o controlo rígido que mantinha sobre o mercado de câmbios, ao levantar a proibição de compra de moeda estrangeira para poupança pessoal. A medida, que apanhou de surpresa os mercados, surge numa altura em que se verifica uma autêntica sangria das reservas do Banco Central argentino e a moeda nacional (o peso) alcançou o valor mais baixo dos últimos anos.

Até agora, os argentinos só podiam comprar divisas estrangeiras caso viajassem para fora do país. Com as novas regras, passam a poder adquirir este tipo de moeda de acordo com os rendimentos declarados, mas ainda assim precisam de pedir autorização aos serviços fiscais. Desta forma, o governo assegura o controlo da procura, para evitar uma corrida ao dólar.

O governo de Cristina Fernández, segundo a agência Misna, reforçou o controlo de câmbios a partir de 2011, para travar a fuga de capitais. No entanto, as restrições não conseguiram impedir que as reservas caíssem cerca de 30 por cento desde os inícios de 2013, um fenómeno que se revelou preocupante para o executivo que utiliza este meio para pagar a dívida externa.

As limitações cambiais originaram ainda problemas de competitividade e uma forte diminuição das exportações, o que, somado com a falta de acesso a créditos internacionais acabou por resultar na escassez de divisas estrangeiras no país, nomeadamente de dólares.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.