+ infoAcontecer
Mundo
Efeméride
Tratado de prevenção de pragas tem 60 anos
Texto Francisco Pedro | 03/04/2012 | 12:03
Países viram-se obrigados a colaborar para evitar a propagação de doenças fitossanitárias depois da praga que quase acabou com a indústria do vinho em França
As origens da convenção datam de 1865, mas só a 3 de abril de 1952 ficou oficializada. Depois de um comerciante francês ter importado uma caixa de videiras americanas, infetadas com uma espécie estranha de insetos, que quase acabaram com a indústria do vinho em França, foi estabelecido um tratado internacional para prevenir a propagação de pragas.

A Convenção Fitossanitária Internacional (IPPC), que esta terça-feira comemora 60 anos de existência, está agora sob a responsabilidade da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) e continua a ter um papel fundamental para prevenir que as doenças fitossanitárias cruzem as fronteiras internacionais e se espalhem através do comércio internacional.

«Na era globalizada de hoje, a tarefa de prevenir a propagação de pragas e doenças fitossanitárias, ao mesmo tempo que se facilita em vez de impedir o comércio, é mais complexa e mais importante do que nunca», especialmente num altura em que se prevê que as «temperaturas mais quentes, causadas pelas alterações climáticas, promovam a disseminação de pragas em novas áreas, bem como tornem algumas plantas mais suscetíveis aos seus efeitos», sublinha o Diretor-Geral da FAO, José Graziano da Silva.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.